China bloqueia serviços do Google para evitar pesquisas sobre Tiananmen Square

Desde a semana passada, várias fontes fora da China vem confirmado que os serviços do Google estão inacessíveis no país. Acredita-se que seja uma forma de censura para evitar a propagação de informações no 25º aniversário do massacre da Tiananmen Square.

Tank-Man

Em quatro de Junho de 1989, as forças armadas chineses dispersaram com extrema violência um grupo de manifestantes que se aglomeravam na praça Tiananmen, em Beijing. Tanques blindados e tropas fortemente armadas mataram e encarceraram um número indeterminado de participantes do protesto contra o governo comunista. Desde então, as autoridades chinesas ergueram uma muralha de censura contra todo e qualquer tipo de informação relacionado ao incidente.

Anualmente, próximo ao aniversário do massacre, redes sociais e outros serviços de divulgação e pesquisa da Internet são bloqueados na China por ordens governamentais. Mesmo serviços locais são monitorados em busca de comentários relacionados à Tiananmen Square.

O Google tentou instalar suas operações em território chinês, mas recuou diante da ameaça de controle rigoroso por parte do governo. A alternativa encontrada pela empresa foi operar a partir de Hong Kong para dentro do território chinês. Ainda assim, as autoridades locais conseguem bloquear o fluxo de tráfego vindo de Hong Kong. Até o momento, o Google não se pronunciou sobre o bloqueio deste ano.

Fonte: CódigoFonte

Siga me

Ricardo Galossi

É um apaixonado por segurança da informação, atua profissionalmente há mais de 7 anos na área de tecnologia da informação, onde é focado em análise de vulnerabilidades e testes de invasão.Criou o blog Guia do TI para compartilhar conhecimento, ajudar os mais novos, incentivar debates e manter a comunidade atualizada com as principais notícias da área de TI.
Ricardo Galossi
Siga me

Últimos posts por Ricardo Galossi (exibir todos)

Ricardo Galossi

É um apaixonado por segurança da informação, atua profissionalmente há mais de 7 anos na área de tecnologia da informação, onde é focado em análise de vulnerabilidades e testes de invasão. Criou o blog Guia do TI para compartilhar conhecimento, ajudar os mais novos, incentivar debates e manter a comunidade atualizada com as principais notícias da área de TI.

Deixe seu comentário