Maratona hacker promove criação de aplicativos para manifestações

A organização não governamental Open Knowledge Foundation Brasil (OKFN) promove uma maratona hacker para motivar desenvolvedores a criar aplicativos para celular que apoiem protestos pacíficos no país. O objetivo da iniciativa, que vai até o domingo (25), é aproveitar a onda de manifestações que acontecem no Brasil às vésperas da Copa do Mundo.

fup20140513775

 

“Qualquer projeto tecnológico para web ou celular que apoie manifestações pacíficas e democráticas pode ser submetido”, explica Evertom Zaanella Alvarenga, diretor-executivo e fundador da OKFN, no Brasil.

Presente em 40 países, a OFKN trabalha para tornar informações públicas mais transparentes. No Brasil, é uma das percursoras de maratonas de desenvolvimento de programas. Em 2012, foi a primeira a se unir a uma entidade do poder público para conduzir uma dessas atividades, ao lado da Câmara de Vereadores de São Paulo.

“A gente que usar a tecnologia para ter mudanças positivas. O foco da Open Knowledge são os dados abertos. A gente transforma os dados, linhas de códigos, em informação útil e utilizável, para que tenha impacto na confecção de políticas públicas”, explica Alvarenga.

Maratona
As “hackatonas” geralmente têm duração de 48 horas. A maratona da OKFN, chamada de #VaiMudarNaCopa, começou a receber projetos em 15 de maio. Nesta edição, a busca é por ferramentas que auxiliem os manifestantes na “hora do aperto”. Também querem permitir a quem estiver na rua participar do protesto de forma pacífica.

Alvarenga dá como exemplo de iniciativa a criação de uma rede mesh (ou em malha) em que cada celular pode servir como roteador ou repetidor de sinal de internet. Isso pode driblar os apagões de sinal de celular comuns em grandes aglomerações. Outro app que pode servir de inspiração é o “Ushahidi”. Entre outras atividades, ele coleta denúncias de força excessiva, marcadas em um mapa colaborativo.

Os desenvolvedores terão até 28 de maio para corrigir bugs e fazer melhorias para tornar as aplicações funcionais. O vencedor sai em 4 de junho. O vencedor receberá, entre outras recompensas, uma viagem à Alemanha para participar do Open Knowledge Festival 2014. O evento discute políticas para promover transparência de dados públicos e maneiras para difundir o conhecimento. Também há prêmios para segundo e terceiro colocados.

“No dia 5, a gente quer que eles já estejam no ar para que sejam usadas nas manifestações”, diz Alvarenga. A data não é escolhida à toa: se tudo der certo, ocorrerá uma semana antes da estreia do Brasil na Copa. A seleção enfrenta a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo. “Se você faz uma coisa útil, as pessoas usam”, completa.

Vai mudar
A maratona hacker é um braço da iniciativa “Vai Mudar”, lançada pela OKFN para promover transformações durante os grandes eventos que ocorrerão no país. Depois da Copa, o plano é organizar o “Vai Mudar nas Eleições” e o “Vai Mudar nas Olimpíadas”, adianta Alvarenga. As aplicações desenvolvidas durante a hackatona serão hospedadas no site da campanha.

Nos próximos meses, a OFKN incluirá no “Vai Mudar” uma ferramenta para mostrar as relações de poder em torno da Copa. Outro destaque é uma plataforma para que as pessoas comentem e acompanhem projetos de lei. Essa aplicação será criada no Democracia OS, uma plataforma virtual utilizada por grupos políticos e hackitivistas, como o Partido de La Rede, na Argentina, e pelo Movimento Cinco Estrelas, na Itália.

No fim de abril, a OFKN foi uma das finalistas de um concurso do Google para premiar ONGs que criassem projetos que utilizassem a tecnologia para melhorar o Brasil. Recebeu US$ 500 mil para conduzir uma pesquisa sobre os orçamentos governamentais e mostrar como o dinheiro público é gasto.

Fonte: G1

Ricardo Galossi
Siga me
Últimos posts por Ricardo Galossi (exibir todos)

Ricardo Galossi

É um apaixonado por segurança da informação, atua profissionalmente há mais de 7 anos na área de tecnologia da informação, onde é focado em análise de vulnerabilidades e testes de invasão. Criou o blog Guia do TI para compartilhar conhecimento, ajudar os mais novos, incentivar debates e manter a comunidade atualizada com as principais notícias da área de TI.

Deixe seu comentário