Dois alegados membros do Anonymous detidos por invasão a sites governamentais

Um homem de 40 anos e outro de 18 foram detidos pela polícia australiana por serem suspeitos de atacar várias páginas online, incluindo alguns sites dos governos australiano e indonésio.

anonymous-global-blackout

Dois alegados membros do grupo de piratas informáticos Anonymous foram detidos, tendo sido ainda apreendido material informático que de acordo com as autoridades vai levar meses a ser analisado. Os dois homens são suspeitos de terem violado algumas redes de segurança e sites dos governos australiano e indonésio.

As detenções foram feitas após uma busca à casa dos suspeitos e a polícia australiana está convencida de que os dois indivíduos conheciam-se e que mantinham contacto online. O grupo Anonymous tem alegadamente mantido uma série de ataques às entidades governamentais da Austrália e da Indonésia que dura há dois anos.

Entre os vários ataques já houve roubo de dados, houve desconfiguração das páginas inicias dos sites e também já se registaram ataques denial of service, que deixam os sites offline.

De acordo com as autoridades os ataques online realizados tiveram consequências graves pois colocaram em causa a utilização dos internautas dos serviços afetados, escreve o The Guardian.

Fonte: Tek Sapo

Siga me

Ricardo Galossi

É um apaixonado por segurança da informação, atua profissionalmente há mais de 7 anos na área de tecnologia da informação, onde é focado em análise de vulnerabilidades e testes de invasão.Criou o blog Guia do TI para compartilhar conhecimento, ajudar os mais novos, incentivar debates e manter a comunidade atualizada com as principais notícias da área de TI.
Ricardo Galossi
Siga me

Últimos posts por Ricardo Galossi (exibir todos)

Ricardo Galossi

É um apaixonado por segurança da informação, atua profissionalmente há mais de 7 anos na área de tecnologia da informação, onde é focado em análise de vulnerabilidades e testes de invasão. Criou o blog Guia do TI para compartilhar conhecimento, ajudar os mais novos, incentivar debates e manter a comunidade atualizada com as principais notícias da área de TI.

Deixe seu comentário